Eleitor não quer um ‘outsider’ na presidência do país, diz Renata Abreu

Em entrevista ao programa A Hora do Voto, apresentado pela jornalista Maria Lydya, da TV Gazeta, a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP) foi questionada se o partido abriria mão da candidatura do senador Alvaro Dias à presidência da República para aderir a uma frente em torno de um nome que represente o centrão, que no caso seria o ex-governador Geraldo Alckmin, do PSDB.

“Só abriríamos mão se houvesse viabilidade no centrão de um candidato diferente dele (Alvaro Dias), o que não enxergamos. Inclusive, pesquisa encomendada pelo DEM mostra uma rejeição do PSDB de 62%. E rejeição dificilmente você reverte. O que reverte é intenção de voto. Você pode sair de 40% para10%. Aquele cidadão que diz ‘eu não voto do PSDB de jeito algum, dificilmente você reverte isso”, afirmou Renata.

Alvaro Dias, que hoje está empatado com Geraldo Alckmin, que já foi candidato à presidência, ainda é desconhecido em todo o Brasil, disse Renata, acrescentando: “Só que o Alvaro é o candidato com o maior potencial de crescimento de todos os candidatos. Isso a pesquisa pré-eleitoral aponta”.

“Mesmo com pouco tempo de TV no horário eleitoral?”, perguntou a jornalista. “Olha, a pesquisa mostra que o eleitor espera do próximo presidente do Brasil que tenha experiência administrativa, experiência política, o eleitor não quer outsider (um leigo). Quer um presidente limpo, honesto, sem processos. Esse é o Alvaro Dias”, explicou Renata.

Segundo a deputada, o centro estaria sendo irresponsável de concentrar esforços num candidato que tem uma inviabilidade eleitoral pela rejeição, “quando existe uma possibilidade real de um candidato de centro ocupar e chegar ao segundo turno, evitando os extremos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *