Renata Abreu é apontada como uma das mais brilhantes revelações da política nacional

Bastaram menos de 4 anos de seu primeiro mandato para a deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP) ser apontada como uma das mais brilhantes revelações da política nacional, como fez questão de enaltecer o governador de São Paulo, Márcio França (PSB),  semana passada. O reconhecimento não se restringe apenas à sua atuação no Congresso, mas também pelo seu empenho em ajudar as cidades de Estado de São Paulo, que, como todo o Brasil, sofrem com a crise econômica que atinge o orçamento local e afeta o desenvolvimento socioeconômico dos municípios.

Trabalho reconhecido com a entrega de 5 títulos de cidadã, concedidos por Campos do Jordão, Itapevi, Itaquaquecetuba, Poá, Carapicuíba e Sorocaba. Em breve, Renata Abreu também será cidadã de Osasco e de outros municípios, que aguardam uma brecha na agenda da homenageada. Nos últimos 15 dias, a parlamentar em primeiro mandato tem percorrido o interior de São Paulo e recebido o carinho e a gratidão dos moradores.

Em 3,5 anos de mandato, Renata Abreu já destinou mais de R$ 58 milhões de verbas federais, por meio de emendas parlamentares, para as cidades paulistas investirem em Saúde, Infraestrutura Urbana, Turismo e Esporte. Também entidades de assistência social sem fins lucrativos foram contempladas com recursos.

Com bom trânsito nos governos municipais e estadual, a parlamentar tem sido a voz da população ao pedir celeridade na contratação de mais médicos, na aquisição de equipamentos e na construção de mais postos de Saúde, mais rapidez nas obras de conjuntos habitacionais, mais saneamento básico, mais segurança, iluminação pública, mais creches, entre outras necessidades dos munícipes.

Mandato transparente

Renata, que trocou seu grito nas ruas durante as manifestações populares de 2013 para lançar-se candidata, sendo eleita deputada federal em 2015 com mais de 86 mil votos, chegou à Câmara Federal decidida a compartilhar seu mandato com a população. “O poder é do povo, ele tem o direito de participar das principais decisões, não apenas na hora do voto eleitoral”, diz a parlamentar, que no dia seguinte à sua posse (em fevereiro de 2015) lançou um blog (www.diariodeumadeputadafederal.com.br) para contar tudo o que se passa na Câmara, inclusive nos bastidores, sem esconder nadinha. Trata-se da ferramenta mais genuína de transparência da política nacional.

Seu voto, minha decisão

Também passou a dividir com os cidadãos seu posicionamento em importantes votações em plenário. Realizou um fórum em São Paulo para ouvir, principalmente, as mulheres sobre dois projetos em discussão em comissões nas quais era a relatora: castração química para estupradores e vagão exclusivo para passageiras em trens e metrô. Usou as redes sociais para que o povo se posicionasse quando do impeachment da presidente Dilma Rousseff, da cassação do deputado Eduardo Cunha, da redução da Maioridade Penal e do pedido de investigação contra Michel Temer. Acompanhou a decisão da maioria popular e votou sim em todas elas.

Transparência e Participação que ela transformou em bandeiras, juntamente com a democracia direta, quando lançou, em maio de 2017, o Podemos, partido movimento que atua junto com a população, numa participação bem mais ativa da sociedade em todas as questões da Nação. Essa nova diretriz fez com que o partido (que antes era PTN) saltasse de 4 deputados federais para 17 e assumindo o posto de quinta maior bancada no Senado, com 5 parlamentares, todos comprometidos em discutir questões do país com os cidadãos.

Partido digital

Renata, candidata à reeleição, também transformou o Podemos no primeiro partido digital do Brasil. Pelo aplicativo (disponível nas plataformas Android e IOS), o cidadão fica sabendo de tudo sobre o partido e seus representantes no Congresso. Também participa das votações online que vão orientar os parlamentares em plenário. E ainda pode registrar uma proposta e, com 20 mil apoiadores, o Podemos se compromete a protocolar e defender seu projeto.

Hoje, o Podemos concorre com Alvaro Dias à presidência da República, Romário lidera as pesquisas para o governo do Rio de Janeiro e Mario Covas Neto está em segundo nas intenções de voto para uma vaga no Senado por São Paulo. “A Renata está em campo o tempo todo, jogando pelos brasileiros. Eu acredito nela, por isso, aceitei integrar o time do Podemos”, destaca o senador Romário.

Educação é prioridade

“Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas, que transformam o mundo.” A célebre frase do educador, pedagogo e filósofo brasileiro Paulo Freire é frequentemente dita por Renata Abreu, uma batalhadora pela Educação de qualidade no Brasil. Ela já tem 6 projetos de lei protocolados na Câmara para melhorar o conhecimento dos jovens e valorizar a carreira de professor. Uma de suas propostas é incluir Política e Direitos do Cidadão como disciplina obrigatória nos ensinos Fundamental e Médio.

“É preciso repensar a nossa Educação e que tipo de cidadãos queremos formar neste país. Minha proposta é dar conhecimento de Política e de Cidadania para que os jovens saibam o que faz cada governante e, formados em cidadania, lutarem com propriedade e bandeiras concretas pelo nosso País, porque são conhecedores da raiz dos problemas.”

Ela também propõe redução de impostos para professores da rede pública e, em outro projeto de lei, vincula o piso nacional da categoria aos salários de deputados federais e senadores.

Mulheres

As mulheres também estão sempre no foco da parlamentar, que tem 6 projetos no Congresso, 2 deles já aprovados na Câmara: 1. Torna obrigatório o registro de violência contra a mulher no prontuário de atendimento médico; 2. Aumenta a pena de prisão para crimes de violência sexual cometidos em transportes e locais públicos.

Também aprovados

Nestes 3,5 anos de atuação parlamentar, outros projetos de autoria de Renata Abreu avançam no Congresso após terem sido aprovados em suas respectivas comissões, a se destacar: 1. concede ao usuário de rodovia privatiza o direito de atravessar o pedágio gratuitamente se tiver pago a tarifa no mesmo local nos 20 minutos anteriores; 2. isenção de impostos (PIS e Confins) para plataformas e cadeiras elevatórias de acessibilidade, permitindo que pessoas com mobilidade reduzida vençam obstáculos como escadas. A proposta também prevê que o governo federal ofereça linhas de crédito para a subvenção dos equipamentos. 3. propõe o acesso universal à internet entre os direitos fundamentais elencados na Constituição. 4. permite que as empresas tributadas com base no lucro presumido tenham acesso aos incentivos fiscais concedidos pela Lei Rouanet. 5. desobriga o advogado de pagar custas em execução de honorários.

 

 

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *