Saúde também é preocupação constante da deputada

O SUS enfrenta muitas carências nos mais diversos setores da atenção à saúde. A falta de medicamentos, principalmente os de alto custo, é um deles e precisa ser corrigido. São produtos destinados a condições de alta gravidade, que podem representar riscos elevados à vida do paciente. A interrupção no tratamento com determinados fármacos pode resultar no óbito do indivíduo e precisaria ser evitado a todo custo.

Renata Abreu tem uma ótima proposta para solucionar isso: na falta desses medicamentos nas farmácias públicas, o SUS será obrigado a comprá-los nas farmácias privadas ou ressarcir o paciente, caso este tenha adquirido os remédios com recursos próprios.

Ela também propõe incentivo fiscal a hospitais e clínicas privados que prestam serviços de hemodiálise a pacientes do SUS. “Os corriqueiros atrasos no repasse da verba federal aos conveniados ameaçam a sobrevivência dessas entidades e, por consequência, também a de seus pacientes, que representam 85% dos atendimentos em hemodiálise no País, segundo números do Ministério da Saúde”, explica a deputada.

“O incentivo fiscal seria um alívio a essas empresas, ainda que pequeno, por meio da redução da carga tributária relativa. Ajudaríamos principalmente o paciente, já que o SUS não tem capacidade para absorver totalmente as 130 mil pessoas que dependem do sistema público para fazer hemodiálise e viver.”

3 thoughts on “Saúde também é preocupação constante da deputada

  1. Elizabete gaias dos santos santana says:

    Renata moro na zona norte.
    Esse ano estou pesquisando a fundo meus candidatos.
    Suas ideias suas propostas de governo etc.
    Nunca votei em vc.
    Estou pesquisando a fundo suas proposta de governo.
    Espero que vc possa nos ajudar principalmente na área da saúde e na educação.
    Espero que vc consiga fazer alguma coisa principalmente nessa área.
    Sei que é dificil mais não é impossível.
    Estamos juntas😚

  2. Renata Abreu says:

    Oi, Elizabete, que bom que vc está pesquisando minhas propostas. Não sei se vc sabe mas sou ZN de coração, cresci na região, atuando desde meus 10 anos de idade, juntos de meus pais, fundadores do CTN, em ações sociais em prol dos mais carentes. Conheço bem a realidade da Zona Norte e, por conta disso e do enorme carinho que sinto pela região, consegui, como deputada federal, encaminhar R$ 6 milhões em recursos federais para ajudar a Zona Norte nas áreas de Saúde e Infraestrutura ( https://goo.gl/y2Jnda ). Quero ajudar ainda mais, não apenas com recursos federais, mas tbem com projetos que beneficiem a todos). E espero contar com seu apoio neste domingo, dia de eleição, para que eu possa continuar legislando, ao lado de todos vcs, na construção de uma Nação mais justa, igualitária, transparente e eficiente.
    Um abraço
    RenataAbreu

  3. Marcos Corrêa says:

    Marcos Corrêa…
    Saúde e educação é a palavra chave para a mudança do País. Quando nossos políticos tiverem que se utilizar da saúde pública sentiram na pele a carência de sua organização aí acredito que a saúde teria melhoras ,mas , enquanto tiverem regalias de bons planos de saúde e alguns vitalícios jamais realizam grandes melhorias ao setor.
    As farmácias populares não deveriam existir, pois, os postos de saúde não tem os remédios e na maioria das farmácias se encontram. Isso não é correto.
    Todos os postos de saúdes deveriam ter os remédios solicitados nas farmácias e quando não encontrar realmente ser liberado pelos redes privadas e custeados pelo governo conforme seu projeto.
    É um controle com pessoas integras que querem fazer a coisa funcionar e não com corruptos que se aproveitam dessas situações.
    Médicos do governo não deveriam trabalhar nas redes privadas e nem serem donos de clinicas particulares ,pois, isso também dificultam a eficiência da saúde o interesse passa a ser pessoal na maioria dos médicos nessa situação.
    Renata é uma luta difícil mais acredito que se pode mudar com muita determinação…. PODEMOS… O Brasil Merece. Esse é o País abençoado e o melhor do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *