Perfil

  • 2015

  • Em fevereiro, Renata Abreu toma posse na Câmara dos Deputados, 12 anos após a passagem de seu pai, José de Abreu, pela Casa.
  • 2014

  • Renata concorre em sua primeira eleição, disputando o cargo de deputada federal. É eleita com mais de 86 mil votos.
  • 2013

  • Por merecimento, Renata teve seu nome alçado ao posto de vice-presidente nacional do PTN, impondo aos diretórios estaduais o mesmo ritmo implantado durante sua gestão à frente do partido em São Paulo.
  • Nasce seu segundo filho, Rafael.
  • 2012

  • Completou mais um importante capitulo de sua formação, concluindo pós-graduação em Direito Eleitoral na Escola Judiciária Paulista, apresentando tese sobre a inconstitucionalidade da divisão do horário de TV e rádio no sistema eleitoral.
  • Em um ano, o PTN saltou de 40 para 200 diretórios municipais no Estado de São Paulo. Ao final de sua primeira eleição à frente da agremiação partidária, Renata colheu os frutos de seu trabalho. O partido registrou evolução de 34% no número de eleitos.
  • 2011

  • Renata assume a presidência estadual do PTN-SP, partido que foi refundado por seu tio, Dorival de Abreu, na década de 1990. Desenvolvendo importante trabalho de reestruturação, ela acompanhou in loco a organização do partido nos municípios paulistas.
  • 2010

  • Graças aos expressivos resultados frente à administração dos negócios da família, Renata recebeu do pai a missão de reestruturar o PTN em São Paulo, automatizando os procedimentos e trazendo o partido para o século 21.
  • Depois, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, Renata forma-se na Faculdade de Direito e, logo em sua primeira inscrição, passa na prova da OAB, tornando-se advogada.
  • Renata casa-se com o produtor cultural Gabriel Mello. Nasce o primeiro filho do casal, Felipe.
  • 2009

  • A passagem de coadjuvante do trabalho dos pais à agente principal se deu naturalmente. Aos poucos, Renata foi se adaptando à rotina do Centro de Tradições Nordestinas, assumindo o cargo de diretora geral.
  • 2005

  • Renata debruça nos estudos, para estar bem preparada em seu ingresso no mercado de trabalho. Primeiro, conclui sua primeira graduação, Administração de Empresas, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das mais conceituadas universidades do Brasil.
  • 2004

  • Começa a trabalhar no CTN como assistente de diretoria
  • 2000

  • Tem sua primeira vivência internacional, residindo por seis meses na França. Aproveita esse e outros períodos de moradia na Europa para aprender e dominar fluentemente cinco idiomas: inglês, francês, italiano, espanhol e, claro, português.
  • 1998

  • José de Abreu é reeleito e Renata participa ativamente da campanha eleitoral do pai, fazendo ações para promovê-lo em grupos de amigos e nas escolas.
  • 1994

  • Com 12 anos, seu pai, o empresário José de Abreu, é eleito deputado federal. A política, então, começa a fazer parte de sua vida de maneira muito assídua.
  • 1991

  • Aos 9 anos, acompanha os pais na fundação do Centro de Tradições Nordestinas (CTN), espaço totalmente dedicado à cultura nordestina dentro da cidade de São Paulo, e passa a fazer parte da rotina do Departamento Social da entidade.
  • 1982

  • Nascida em 15 de abril de 1982, Renata é a primogênita do casal José Masci de Abreu e Maria Cristina Hellmeister de Abreu.